Olavo de Carvalho Comenta Indicação de Eduardo Bolsonaro para Embaixada


por paulo eneas
O professor Olavo de Carvalho publicou um vídeo nesse sábado comentando a possível indicação de Eduardo Bolsonaro para a Embaixada do Brasil em Washington, Estados Unidos. O professor opõe-se à indicação por entender que cabe ao deputado Eduardo Bolsonaro exercer uma tarefa política muito mais relevante no Brasil, especialmente após dar entrada ao pedido de instalação de uma CPI do Foro de São Paulo.

Olavo de Carvalho lembra que o exercício do cargo de embaixador, para o qual ele não fez qualquer questionamento quanto às qualificações de Eduardo Bolsonaro, impõe uma série de regras próprias da diplomacia que, na prática, inviabilizariam a atividade política de Eduardo Bolsonaro em relação a assuntos internos brasileiros.

Nesse sentido, o posicionamento do professor Olavo de Carvalho está em linha com a posição defendida pelo Crítica Nacional, e que é clara nesse aspecto: entendemos que Eduardo Bolsonaro reúne as qualificações necessária para o cargo, qualificações essas que estão muito mais relacionadas à compreensão e alinhamento com diretrizes estratégicas de política externa do que a aspectos puramente protocolares e formais do cargo.

Nesse sentido, nossa objeção diz respeito unicamente a razões políticas internas: Eduardo Bolsonaro possui um capital político eleitoral de cerca de dois milhões de votos, tem um papel central a desempenhar na CPI do Foro de São Paulo, bem como um papel relevante de dirigente político e organizador partidário de toda a direita nacional, especialmente no PSL-SP.

Para estas funções de natureza política tanto no Congresso Nacional quanto fora dele, Eduardo Bolsonaro no momento é insubstituível e sua saída da cena política nacional representaria um prejuízo para a direita conservadora brasileira. O vídeo do professor Olavo pode ser visto logo abaixo. #CriticaNacional #TrueNews #RealNews

LEIA TAMBÉM:
Eduardo Bolsonaro Embaixador: Um Prejuízo Político Para Os Conservadores



CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Deixe um comentário