Programa Criança Feliz Incluirá Mais 420 Mil Crianças Em Situação de Vulnerabilidade


por clau de luca
O programa Criança Feliz completou mil dias no último dia 2 de julho. Lançado em 2016, o programa já conta com a adesão de 2623 municípios e realizou mais de 16.8 milhões de visitas domiciliares em todo o País, atendendo mais de 678 mil crianças e gestantes. A boa notícia é que agora, sob o Governo Bolsonaro, esse número irá aumentar.

O Ministério da Cidadania assinou portaria hoje (18/07) permitindo que os municípios incluam mais 420 mil crianças que se encontram em estado de vulnerabilidade no cadastro único do programa. Essas crianças terão prioridade no atendimento. Até então, somente crianças que faziam parte do programa do Bolsa Família e do Benefício de Prestação Continuada (BCP) podiam ser incluídas.

Os mais de 18 mil visitadores domiciliares orientam as famílias como estimular o desenvolvimento infantil até os 3 anos de idade, além de capacitar as mães para cuidar, brincar e educar os seus filhos pequenos. Crianças com até seis anos de idade e que possuem com algum tipo de deficiência também são assistidas pelo programa.

O Criança Feliz tem a meta de atender 1 milhão de crianças em situação de vulnerabilidade social até o fim de 2019 e chegar e 3.6 milhões até 2022, que é o público potencial do programa.

Segundo o Secretário Especial de Desenvolvimento Social do Ministério da Cidadania, Lelo Coimbra, o Programa Criança Feliz tornou-se referência em cuidados na primeira infância no mundo e nestes três anos de existência, o programa já é premiado no mundo.  #CriticaNacional #TrueNews #RealNews


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Deixe um comentário