Presidente Bolsonaro Reduz Membros do Conselho Nacional de Drogas

O presidente Jair Bolsonaro reduziu de 31 para 13 o número de integrantes do Conselho Nacional de Políticas sobre Drogas (Conad). A medida foi publicada no Diário Oficial da União nesta segunda-feira (22/07). O decreto assinado pelo Presidente Bolsonaro exclui vagas destinadas a especialistas e integrantes da assim chamada sociedade civil.

Questionado sobre o decreto após participar de um evento com oficiais da Aeronáutica, em Brasília, o presidente afirmou que pretende extinguir a grande maioria dos conselhos, para que o governo possa efetivamente funcionar. Ele disse ainda que o governo não pode ficar refém de conselhos, muitos deles ocupados por pessoas indicadas por outros governos.

A criação generalizada de conselhos como ferramentas de aparelhamento foi uma das marcas das eras tucano e petista, dando origem à sovietização das instituições de Estado. Na sua quase totalidade, esses conselhos tornaram-se correias de transmissão de agenda ideológica, com seus integrantes passando a exercer funções que são prerrogativas do Poder Legislativo.

O exemplo mais emblemático dessa sovietização ideológica é o Conselho Nacional de Justiça. Concebido para ser um órgão destinado a ocupar-se de funções administrativas relacionadas à magistratura, extrapolou suas funções e passou a legislar, criando as famigeradas audiências de custódia que não têm amparo nem base legal alguma. #CriticaNacional #TrueNews #RealNews


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Deixe um comentário