A ex-deputada comunista Manuela D’Ávila, que foi candidata a vice na chapa encabeçada pelo poste do chefe presidiário petista nas últimas eleições presidenciais, confirmou no início dessa noite a informação prestada pelo hacker Walter Delgatti à Polícia Federal: foi ela quem estabeleceu o contato entre o criminoso e o agente político comunista Glenn Greenwald.

O hacker preso havia dado essa informação hoje (26/07) mais cedo em depoimento à Polícia Federal. Pelo seu twitter, a ex-deputada comunista confirmou o depoimento, mas usou de um subterfúgio pouco convincente: ela afirmou ter passado o contato telefônico de Glenn Greenwald para Walter Delgatti após o hacker ter invadido seu celular.

Em condições normais, as vítimas de ataque de hackers não passam informações voluntariamente para o invasor, pois isso equivale a um morador oferecer um cafezinho ou um drink para quem invadir sua casa.

A confirmação enviesada de Manuela D’Ávila precisa ser melhor investigada pela Polícia Federal, pois parece servir para ocultar relações de outra natureza que ela possivelmente possa ter com os criminosos. #CriticaNacional #TrueNews #RealNews


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE