O Crime de Glenn Greenwald & A Reação Tardia do Governo


por paulo eneas
O Presidente Bolsonaro afirmou nessa segunda-feira que os atos praticados pelo ativista político e agente comunista internacional Glenn Greenwald constituem-se em crime. A afirmação do presidente dá prosseguimento ao esboço de reação do governo junto à opinião pública diante dos ataques criminosos de que vem sendo alvo desde o começo dos tais vazamentos.

A fala do presidente seguiu a mesma linha de argumentação que estamos apresentando no Crítica Nacional desde o início desse crime continuado praticado pelo agente comunista Glenn Greenwald, ou seja: o princípio do sigilo de fonte, assegurado pela Constituição Federal, não pode ser usado para encobrir crimes.

O presidente afirmou acreditar que o crime praticado por Glenn Greenwald envolveu transações financeiras para sua consumação, e que a motivação do crime seria eminentemente política: atingir a Operação Lava Jato, atacar o ministro Sérgio Moro e atingir, por extensão, a figura do Presidente da República.

Depois de várias semanas desde o início do crime continuado praticado através do site The Intercept, crimes esses que foram e continuam sendo respaldados pela grande imprensa, que os utiliza como meio para promover guerra política contra a direita, o governo começa a esboçar reação na esfera da opinião pública.

Uma reação válida, porém tardia. Pois, uma vez que ficou evidenciado desde o início que o crime tinha e tem como objetivo promover ataque político ao Governo Bolsonaro e à Operação Lava Jato, visando beneficiar principalmente o chefe criminoso e presidiário petista, caberia ao setor de comunicação e de relações com a imprensa ter esse diagnóstico de imediato e iniciar uma ofensiva junto à opinião pública.

No entanto, o que observamos foi uma demora na reação do governo, que mais uma vez precisou valer-se da iniciativa pessoal do próprio presidente da república, evidenciando mais uma vez que a estratégia de relações com a imprensa continua sendo uma das principais vulnerabilidades do governo no campo da guerra política.

E não deixa de ser espantoso que, enquanto a imprensa dava respaldo e guarida ao crime praticado por Glenn Greenwald, jornalistas dessa mesma grande imprensa continuavam a ser recebidos para o café da manhã no Palácio do Planalto. #TrueNews #CriticaNacional #RealNews