por angelica ca e paulo eneas
O FBI, a polícia federal norte-americana, procura no Brasil, com o apoio legal da Polícia Federal, um suspeito de integrar o grupo terrorista Al Qaeda. De acordo com o Departamento de Justiça dos Estados Unidos, o egípcio Mohamed Ahmed Elsayed Ahmed Ibrahim esteve envolvido no planejamento de ataques contra os Estados Unidos e seus interesses, além de atuar como agente facilitador de apoio material à Al Qaeda desde aproximadamente 2013.

Ainda conforme o FBI, ele está homiziado no Brasil, e como faz parte do grupo terrorista Al Qaeda, é suspeito de participar dos ataques terroristas que ocorreram no dia 11 de setembro de 2001 em Nova York. Nesta segunda-feira (12/08), o FBI incluiu Mohamed Ahmed Elsayed Ahmad Ibrahim à sua lista de mais procurados, além de considerá-lo perigoso e armado.

O Ministério das Relações Exteriores, juntamente com o Ministério da Justiça, emitiu uma nota nesta segunda-feira e confirmou que o referido egípcio realmente ingressou no Brasil em 2018 e obteve a autorização de residência, além de encontrar-se em condição migratória regular. A permanência legal do agente terrorista em solo brasileiro seguramente é resultado direto da Nova Lei de Imigração, que é frouxa o bastante para facilitar a entrada e permanência legal de terroristas e criminosos em solo brasileiro.

O governo brasileiro disse estar disposto a cooperar com as autoridades norte-americanas, além estar acompanhando o caso por meio da Polícia Federal e do Itamaraty. O FBI disponibilizou esse link para quem desejar fornecer informações sobre o integrante da Al Qaeda residente no Brasil. As informações também poderão ser enviadas diretamente ao escritório local do FBI ou com para a Embaixada ou Consulado americano. #CriticaNacional #TrueNews #RealNews


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Deixe um comentário