por angelica ca e paulo eneas
A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves anunciou nesta terça-feira (13/08) durante visita à Belo Horizonte (MG) que o governo não dará mais continuidade ao Memorial da Anistia Política do Brasil, que está em construção na capital mineira. O memorial teve seu projeto criado em 2009 e já custou cerca de R$ 28 milhões aos cofres públicos sem sequer ter saído do papel.

O projeto do memorial foi um compromisso firmado entre o Estado brasileiro com a Corte Interamericana de Direitos Humanos, com vistas a suposta reparação de danos cometidos durante o período do regime militar no Brasil nos anos de 1964 a 1985. O memorial seria construído no bairro Santo Antônio, na Região Centro-Sul da capital, no prédio denominado Coleginho.

De acordo com a ministra, o dinheiro para a construção do memorial foi retirado de orçamento destinado à reforma e construção de presídios e à modernização da Polícia Federal, conforme auditoria realizada pelo ministério. Essa mesma auditoria apontou também que parte do dinheiro utilizado para custear as obras saiu do Fundo Penitenciário Nacional, que é administrado pelo Ministério da Justiça.

Damares Alves afirmou que não haverá memorial ali, e que será encontrado outro destino para o prédio. Ela disse também que a moralidade vai ser restaurada pelo Governo Bolsonaro:

Este projeto estava dentro do Ministério da Justiça, então, foi necessário remanejar o recurso. Infelizmente, isto não é culpa nossa. Pegamos uma obra inacabada e não temos recursos para terminá-la, pois a finalização deste memorial nem sequer está prevista no nosso orçamento. Não foi nosso governo que deu causa a este problema. 

A construção desse memorial seria mais um capítulo infame da narrativa mentirosa criada pela esquerda brasileira a respeito do período do regime militar. Narrativa essa que, além de servir para guerra política por meio da demonização das Forças Armadas Brasileiras, tem servido também para milhares de pessoas se beneficiarem da chamada bolsa ditadura. Colaboração Angelica Ca #CriticaNacional #TrueNews #RealNews


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Deixe um comentário