por paulo eneas
A grande imprensa foi novamente desonesta e mentirosa ao divulgar essa semana a narrativa falsa segundo a qual o Presidente da República estaria “interferindo” na Polícia Federal e desprestigiando o Ministro Sérgio Moro por conta da possível substituição do Diretor Geral da Polícia Federal.

E mais uma vez essa mesma grande imprensa foi desmascarada nas mentiras diárias que ela publica, pois a lei é clara ao determinar que cabe ao Presidente da República nomear o Diretor Geral da Polícia Federal. É o que diz a Lei 13.047/2014 em seu segundo artigo:

Art. 2º-C. O cargo de Diretor-Geral, nomeado pelo Presidente da República, é privativo de delegado de Polícia Federal integrante da classe especial.

Portanto, o que a imprensa mentirosa e desonesta está chamando de “interferência” do presidente nada mais é do que o estrito cumprimento da lei. Lei essa da qual tanto o Presidente Bolsonaro quanto o Ministro Sérgio Moro seguramente são cientes.

A mentira propalada pela grande imprensa serviu de base para mais uma fala desconexa e sem sentido por parte da deputada Janaina Paschoal, que nunca perde a oportunidade de promover guerra política contra o Presidente Bolsonaro. A deputada publicou uma mensagem em seu twitter incitando o presidente, sem citar seu nome, a “respeitar seus subordinados”, em referência ao ministro Moro, se quiser ser respeitado.

Ao nosso ver, o mais apropriado seria a deputada preocupar-se antes em respeitar o seus eleitores, que na sua quase totalidade são também eleitores de Bolsonaro, e procurasse antes conhecer o que diz a lei a respeito de determinado assunto, antes de manifestar-se sobre ele. #CriticaNacional #TrueNews #RealNews


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Deixe um comentário