por angelica ca
Durante discurso na 3ª Cúpula Demográfica de Budapeste, realizada nos dias 5 e 6 de setembro, o primeiro-ministro Viktor Orban falou sobre os desafios que a Europa enfrenta, e enfatizou que o maior problema do continente é o suicídio civilizacional com consequente declínio da população.

O encontro realizado na capital húngara contou com a participação de líderes de movimentos pró-família, líderes de igrejas, e integrantes governo. Em um dado trecho de sua fala, ao falar do declínio da população nativa europeia, Orban afirmou:

Por que esse é o caso? Certamente não é por causa de alguma doença da civilização cristã. Afinal, o número de cristãos está aumentando em todo o mundo; é uma doença da Europa como um todo.

O líder húngaro ainda fez duras críticas àqueles que mantêm a crença risível de que para salvar a terra é necessário que se tenha menos filhos. Ainda conforme Orban, o trabalho é encontrar o lugar da humanidade no ecossistema, pois o homem faz parte do ecossistema, e não se voltarem um contra o outro.

Ele também falou que a solução para a Europa não está em aceitar grande número de imigrantes, mas sim que as famílias sejam recompensadas por terem mais filhos. Segundo Orban, sem famílias e crianças a comunidade nacional desaparecerá. E acrescentou: e se uma nação desaparecer, algo insubstituível desaparecerá do mundo.

Um governo conservador que incentiva as famílias a terem filhos
Orban destacou que a política familiar da Hungria tem se baseado no conceito e na certeza de que toda criança tem o direito de ter pai e mãe, e que família e filhos são pré-requisitos da reprodução biológica de uma comunidade nacional. Em fevereiro deste ano, o governo húngaro anunciou o Plano de Ação para a Proteção da Família, que visa incentivar as famílias a terem mais filhos com subsídio do estado.

Também esteve presente ao evento em Budapeste representando o governo brasileiro, a Ministra de Estado da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves. Em seu discurso, a ministra lembrou que o Brasil tem duas línguas oficiais, o português e libras.

Ela ressaltou que o Brasil é governado por um incrível líder, o Presidente Bolsonaro, que tem por objetivo trazer o país para o cenário mundial como um pais pró-família” e um país pró-vida. Damares Alves foi efusivamente aplaudida em seu discurso, que pode ser visto no vídeo abaixo. #CriticaNacional #TrueNews #RealNews

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Deixe um comentário