O Presidente Bolsonaro pode estar com um índice de aprovação de 75% junto ao eleitorado brasileiro. É o que aponta um levantamento feito no Google Trends, Surgentis e Strawpools.

Um relatório de data science produzido em 25/09 pela Agência MrPredictions com exclusividade para o Crítica Nacional tabulou dados produzidos por pesquisas e leituras online, realizadas por empresas de levantamento digital. Os números dessa tabulação confrontam diretamente os dados recentes de algumas pesquisas de opinião de prancheta realizadas por institutos de pesquisa tradicionais.

No dia 02/09 o Datafolha afirmou que Haddad venceria Bolsonaro por 42% X 36%. Já a pesquisa do MDA/CNT de 26/08 apontou 39.5% de ruim ou péssimo para a avaliação do governo brasileiro, contra 29% de bom ou ótimo, sendo que na pergunta direta sobre aprova ou desaprova, a mesma pesquisa aponta a taxa de reprovação da ordem de 57% contra 41% de aprovação.

Por outro lado, os dados apresentados por Surgentis, Strawpools e Google Trends mostram os seguintes resultados:

Surgentis: A última pesquisa realizada pelo instituto foi em abril de 2019, e mostrou uma aprovação do Presidente Bolsonaro de 72%, contra 28% de reprovação. A coleta de dados ocorreu por questionário online, com metodologia não-probabilística, chamada de snowball sampling, e ouviu mais de 7.000 pessoas.

Strawpools: A empresa Alemã sediada em Hamburgo hospeda atualmente uma pesquisa que está em curso na internet. Essa projeta 75.81% de intenção de voto para Jair Bolsonaro, caso a eleição presidencial fosse realizada hoje. A pesquisa online utiliza o método de pergunta/resposta, também não-probabilístico, e já ouviu mais de 63.000 pessoas. Na mesma pesquisa Haddad aparece com 2.89%.


<font color=#ffffff>Levantamento Digital Mostra 75% de Aprovação do Presidente Bolsonaro</font>

<font color=#ffffff>Levantamento Digital Mostra 75% de Aprovação do Presidente Bolsonaro</font>


Google Trends: Na data de 13/09/2018 foi criado um painel de acompanhamento da eleição brasileira e publicado dentro da área de dados do site do Google, com dados oficiais. As leituras permanecem em andamento e os dados continuam sendo atualizados. Os resultados apontam um acúmulo de 79% de interesse pela personalidade Jair Bolsonaro, contra 21% de Fernando Haddad. 

<font color=#ffffff>Levantamento Digital Mostra 75% de Aprovação do Presidente Bolsonaro</font>


Acompanhando leituras semanais atuais do Google, os números são ainda mais favoráveis ao Presidente Bolsonaro, chegando a 90% de interesse, contra 6% de Ciro Gomes e 2% de Haddad, conforme mostra o gráfico abaixo, com dados da semana de 16 a 22/09/2019.

<font color=#ffffff>Levantamento Digital Mostra 75% de Aprovação do Presidente Bolsonaro</font>


Utilizando a média entre os dados do Google Trends, Surgentis e Strawpools, chega-se ao resultado de 75.6% de aprovação/interesse/intenção de voto em favor de Jair Bolsonaro. 

Considerações metodológicas
Sabe-se que os dados acima refletem conceitos distintos, bem como modelos metodológicos diversos. Mas ao aplicar as técnicas da obra A Sabedoria das Multidões (The Wisdom of Crowds), de James Surowiecki, sobre o conjunto de dados proveniente de Google Trends, Surgentis e Strawpools, constata-se que os resultados, mesmo com métodos diferentes, ficam sempre acima de 70%.

Isso porque a agregação de informação em grupos resulta em opiniões que, como o autor argumenta, são quase sempre melhores do que as que poderiam ser feitas por universos menores, com base na conhecida constatação de Francis Galton segundo a qual as médias das grandes multidões tendem a trazer uma avaliação mais precisa do que os grupos compartimentalizados. 

Considerando que esses números têm uma expressividade quantitativa muito mais intensa do que os métodos amostrais dos institutos tradicionais, a intenção é formar uma dialética no processo de avaliação de opinião pública, trazendo outro tipo de visão para o cenário, como uma alternativa aos anacrônicos métodos de pranchetas preenchidas a mão empregados pelos institutos tradicionais. 

Não se trata, portanto, de “comparar” os métodos, ou de dizer que um deles é melhor do que o outro, mas de ter uma visão pluralizada sobre critérios de avaliação, considerando que as pesquisas tradicionais encontram-se sob forte questionamento metodológico e ético, e oferecer uma outra fonte de informação para a população brasileira. 

No final das contas, cabe às pessoas a tarefa de analisar os números e escolher as fontes de dados as quais entendem estarem mais conectadas à realidade do terceiro milênio, sem imposições e com diversidade de opiniões. A isso chama-se liberdade de escolha.

Fontes dos dados:

1) https://trends.google.com/trends/story/US_cu_JbChFWIBAADmJM_en

2) https://www.surgentis.com.br/metropoles-divulga-avaliacao-do-governo-pelo-instituto-surgentis

3) https://strawpoll.com/6kwpg2x7


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Deixe um comentário