por paulo eneas
O Senado Federal deverá aprovar hoje (22/10), em segundo turno, a proposta de emenda constitucional da Nova Previdência, que já foi aprovada em dois turnos na Câmara dos Deputados no primeiro semestre e em primeiro turno no Senado no início de agosto. Mais cedo, o texto havia sido aprovado em sessão rápida da Comissão de Constituição e Justiça da casa.

A expectativa é de que o texto seja aprovado com cerca de sessenta votos, sendo que são necessários quarenta e nove para a aprovação da matéria. Se aprovada, a emenda constitucional reformando o sistema de previdência nacional terá sido a maior conquista do Governo Bolsonaro até aqui, pois nenhum presidente anterior conseguiu fazer avançar essa pauta.

Além do óbvio impacto positivo na economia e nas finanças públicas, a aprovação da Nova Previdência em dez meses de governo serve para mostrar o quanto eram falsas as afirmações repetidas à exaustão pela grande imprensa e detratores de que o governo não possui “articulação política”, termos que é usado muitas vezes como senha para as práticas do toma-lá-dá-cá, as quais o Presidente Bolsonaro comprometeu-se em campanha a não mais reproduzir.

A aprovação final da Nova Previdência, que deverá ocorrer hoje no Senado Federal, irá demonstrar que o Governo Bolsonaro, respaldado por amplo apoio na sociedade como ficou evidenciado nas manifestações populares de maio e junho, possui capacidade de convencimento político junto ao Poder Legislativo, sem precisar lançar mão das práticas fisiologistas que a maioria dos brasileiros condena. #CriticaNacional #TrueNews #RealNews


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Deixe um comentário