por angelica ca
A senadora de oposição da Bolívia, Jeanine Añez, e segunda vice-presidente da Câmara dos Senadores, que havia reivindicado no último domingo (10/11) o direito de assumir a presidência do país conforme linha sucessória, assumiu interinamente a presidência da Bolívia nesta terça-feira (12/11) durante sessão no Congresso daquele país. No ato de assumir, ela afirmou:

“Assumo imediatamente a presidência do Estado. Vou levar o processo adiante e convocar eleições o quanto antes”.

Ao entrar na sede do governo, no Palácio Quemado, Jeanine Añez carregava uma Bíblia na mão e declarou: “A Bíblia volta ao palácio”. Conforme estabelece a Constituição da Bolívia, Jeanine Añez assume a presidência do país na sequência da linha sucessória, uma vez que o vice-presidente também renunciou.

Jeanine Áñez recebeu o aval do Tribunal Constitucional Plurinacional da Bolívia, logo após ter se proclamado como presidente interina. Mediante comunicado nesta terça-feira (12/11), a suprema corte boliviana declarou que a sucessão constitucional está de acordo com o texto e o significado da Constituição.

O governo brasileiro parabenizou a Senadora Jeanine Añez nesta quarta-feira (13/11), através de um comunicado do Itamaraty. No comunicado, o governo brasileiro expressa a intenção de aprofundar a fraterna amizade com a Bolívia, além de parabenizar Jeanine Añez por sua determinação de trabalhar pela pacificação do país e pela pronta realização de eleições gerais. #CriticaNacional #TrueNews #RealNews


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Deixe um comentário