por angelica ca e paulo eneas
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sancionou nesta quarta-feira (27/11) dois projetos de lei que apoiam os ativistas de direitos humanos e pró-democracia em Hong Kong. Os projetos de lei sancionados por Donald Trump obtiveram votação esmagadora tanto na Câmara dos Deputados quanto no Senado dos Estados Unidos, pois foram aprovados quase por unanimidade.

Uma das leis aprovadas exige que o Departamento de Estado faça a revisão anual do status comercial especial favorável que os Estados Unidos concedem a Hong Kong. A lei também impõe sanções por violações aos direitos humanos.

A segunda lei aprovada proíbe a exportação para a polícia de Hong Kong de munição não letal para o controle de multidões, o que inclui gás lacrimogêneo, spray de pimenta, balas revestidas de borracha e armas de choque. Em um comunicado nesta quarta-feira, Donald Trump afirmou que:

“As leis foram sancionadas por respeito ao presidente Xi Jinping, à China e ao povo de Hong Kong. Estas leis estão sendo promulgados na esperança de que os líderes e representantes da China e Hong Kong sejam capazes de resolver amigavelmente suas diferenças, levando a paz e prosperidade a longo prazo para todos.”

O Congresso americano aprovou os projetos de lei na semana passada, após vários meses de manifestações em Hong Kong. Estes protestos tiveram início em junho deste ano, devido a uma legislação que permitiria que cidadãos de Hong Kong suspeitos fossem enviados à China continental para serem julgados. Nas últimas semanas, milhares de pessoas têm saído às ruas de Hong Kong exigindo a realização de eleições livres no território.

Donald Trump também declarou apoio ao povo de Hong Kong após a vitória esmagadora de candidatos pró-democracia nas eleições do último domingo (24/11). Estas eleições foram realizadas para a escolha dos conselhos distritais locais. Do ponto de vista político, o resultado do pleito foi interpretado como um endosso da população de Hong Kong aos movimentos de protesto.

Nesta quinta-feira (28/11) milhares de pessoas se reuniram em Hong Kong para agradecer ao presidente Donald Trump pela sanção da lei de direitos humanos. O gesto de Donald Trump foi considerado como um presente apropriado para o Dia de Ação de Graças”. #CriticaNacional #TrueNews #RealNews


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Deixe um comentário