por paulo eneas
A economia brasileira registrou crescimento de 0.6% no terceiro trimestre desse ano, conforme dados divulgados hoje (03/12) pelo IBGE. O número representa um crescimento de 1.19% em relação a igual período do ano passado. Foi divulgada também uma correção para cima do crescimento do PIB no segundo trimestre, que foi de 0.5%, e não de 0.4% conforme havia sido anunciado antes.

O crescimento de 0.6% para o terceiro trimestre desse ano evidencia o erro grosseiro cometido por analistas como os da Consultoria Bloomberg, que havia projetado um crescimento de 0.4% para o período. Ou seja, os supostamente conceituados e caríssimos consultores da Bloomberg erraram em 50% (cinquenta por cento) a projeção numérica para o desempenho da economia brasileira no período.

Por outro lado, o número divulgado hoje pelo IBGE, aponta o acerto da projeção feita pelo Crítica Nacional em artigo publicado em 28/05 desse ano. No artigo, intitulado Expectativas Positivas: Economia Brasileira Poderá Crescer Até 2% Esse Ano, o Crítica Nacional afirmou que a economia brasileira vai crescer próximo de 2.0% no ano de 2019.

A afirmação foi feita com base em análise elaborada por Otávio Fakhoury, empresário do setor financeiro e membro do conselho editorial do jornal. A análise foi baseada no comportamento da Bolsa de Valores, que consiste no melhor indicador das tendências futuras da economia. Naquele artigo, afirmou-se que:

Caso a Bolsa de Valores mantenha esse patamar ou prossiga oscilando com tendência de alta, como tem ocorrido desde o dia 3 de janeiro desse ano, os reflexos na atividade econômica produtiva serão percebidos nesse segundo semestre, com uma maior expansão da economia brasileira ainda esse ano.

Quando foi escrito o artigo com nossa projeção de crescimento do PIB, a Bolsa de Valores operava no patamar de 95 mil pontos. Hoje (03/12) ela está operando em torno de 108 mil pontos, podendo encerrar o ano acima dos 110 mil pontos, que seria um novo recorde histórico.

Mantido esse desempenho, a Bolsa de Valores encerrará o ano de 2019 com crescimento de 15 mil pontos, o que confere solidez à projeção feita pelo Crítica Nacional de crescimento próximo a 2% para o PIB esse ano. Confirmado esse resultado, o Crítica Nacional terá sido o único veículo a fazer a projeção correta do desempenho da economia brasileira no primeiro ano do Governo Bolsonaro. #CriticaNacional #TrueNews #RealNews


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Deixe um comentário