por angelica ca e paulo eneas
O ex-ditador comunista cubano e genocida Raúl Castro será um dos convidados especiais para a posse do novo presidente da Argentina, Alberto Fernández, que irá ocorrer no próximo dia 10 de dezembro. Raul Castro chegará na Argentina no mesmo dia da posse de Fernández. O ex-ditador comunista cubano e o poste de Cristina Kirchner irão reunir-se no dia seguinte à posse, com Fernández já na condição de chefe de Estado argentino.

O encontro formal entre Alberto Fernández, já na condição de presidente empossado, e o comunista cubano Raúl Castro é uma sinalização de que o novo governo argentino será alinhado aos regimes comunistas latino-americanos, em especial a ditadura cubana, que fomentou o Foro de São Paulo e que continua sendo a protagonista do movimento comunista no continente. Evidencia esse alinhamento o convite que também foi feito a Miguel Díaz-Canel, que sucedeu o ditador Raúl Castro na chefia do regime cubano no ano passado.

Em um gesto de malabarismo diplomático, Alberto Fernández também fez um convite especial ao presidente eleito do Uruguai Lacalle Pou, considerado de centro-direita, ao mesmo tempo que convidou o atual presidente do país Tabaré Vázquez, ligado ao Foro de São Paulo. Também foram convidados os presidentes do Paraguai, Abdo Benítez, e do Chile, Sebastián Piñera, que ainda não confirmou sua presença.

No que diz respeito ao Brasil, pela primeira vez desde 2003, um presidente brasileiro não irá à posse de um presidente eleito na Argentina. O porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros, informou em 06/11 que o ministro da Cidadania, Osmar Terra, representará o presidente Jair Bolsonaro na posse de Alberto Fernández como novo presidente da Argentina.

O Presidente Bolsonaro já havia dado sinais que não iria à posse do presidente eleito da Argentina, e em outras declarações havia afirmado que os “argentinos escolheram mal” seu novo presidente. O convite ao comunista cubano Raúl Castro para a posse serve de medida do quanto foi ruim a escolha feita pelos argentinos. #CriticaNacional #TrueNews #RealNews