O primeiro-ministro da Hungria, Viktor Orban, determinou que o governo húngaro assuma seis clínicas privadas de tratamento de fertilidade, com o objetivo de fornecer apoio adicional para tornar os tratamentos de fertilidade mais fáceis e baratos para os húngaros que querem ter filhos. A partir de 1º de janeiro, um medicamento usado durante os tratamentos de fertilidade, atualmente subsidiado, será feito gratuitamente.

Os exames de fertilidade também serão feitos gratuitamente e os limites do volume das clínicas de fertilidade serão eliminados, colocando fim a longos períodos de espera, numa tentativa de reverter o declínio da população. Viktor Orban tem como política prioritária aumentar a população do país por meio de incentivos para o incremento da taxa de natalidade, em contrapartida ao aumento da imigração.

O governo húngaro lançou recentemente uma série de medidas, incluindo benefícios fiscais, empréstimos subsidiados e outros programas para favorecer as famílias do país. Atualmente a taxa de natalidade na Hungria é de 1.48 filhos por mulher. Colaboração Angelica Ca #CriticaNacional #TrueNews #RealNews