O Congresso Nacional acabou de votar favoravelmente na tarde desta quarta-feira (04/03) pela manutenção do Veto 52 à Lei de Diretrizes Orçamentárias. Foram 398 votos favoráveis à manutenção do veto. Com esse resultado, cai o artigo de mesmo número da lei orçamentária que previa a alocação de cerca de R$30 bilhões do orçamento federal para verbas parlamentares que seriam geridos pelo próprio legislativo.

A manutenção do veto representa uma vitória robusta do governo e decorre da pressão exercida pela sociedade, via as redes sociais, contra a tentativa de Rodrigo Maia e de Davi Alcolumbre de tomarem para si, de maneira inconstitucional, a execução de parcela expressiva do orçamento federal à revelia das diretrizes do Poder Executivo.

Os demais vetos ainda estão sendo apreciados pelo plenário do Congresso Nacional. Na edição de hoje do Jornal Crítica Nacional iremos tratar em detalhes sobre esta votação e sobre os três projetos de lei apresentados pelo Executivo, modificando partes da lei orçamentária, e que foram fundamentais para esta vitória do Governo Bolsonaro.

A advogada tributarista Dra. Fabiana Barroso participará da edição de hoje de nosso jornal explicando todos os aspectos envolvidos.


VITÓRIA DO GOVERNO BOLSONARO: VETO 52 MANTIDO POR 398 VOTOS NO CONGRESSO NACIONAL

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE