O Ministério da Educação (MEC) e o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) autorizaram esta semana a distribuição de mais de três milhões de kits escolares em todo o Brasil. Os kits escolares foram enviados para alunos da educação infantil, do ensino fundamental, do ensino médio e da educação de jovens e adultos.

Os kits, destinados a atividades em sala de aula, são compostos por cadernos, lápis, borracha, cola, apontador, caneta, régua, giz de cera. De acordo com a pasta, o custo total dos kits foi de R$ 164 milhões, e os recursos vieram da União, Estados e municípios. “Isso é dinheiro do povo, do imposto que vocês pagam, voltando para vocês”, afirmou o ministro da Educação, Abraham Weintraub.

Segundo Karine Santos, presidente do FNDE, os materiais foram elaborados em conformidade com cada etapa e cada modalidade de ensino, desde a educação infantil até a educação de jovens adultos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE