Os Estados Unidos consolidaram-se como o maior exportador de armas do mundo entre os anos de 2015 a 2019. Durante estes cinco anos, o volume de exportações bélicas dos Estados Unidos foi 76% superior ao segundo colocado, a Rússia, que apresentou uma diminuição de 18% nas suas exportações nesse setor.

A França ocupou a terceira posição nesse período, com um aumento de 72% e suas exportações bélicas, seguida da Alemanha, que registrou uma elevação de 17% em suas vendas de armamentos para o exterior.

De acordo com o Instituto Internacional de Estocolmo para Pesquisa da Paz, Os Estados Unidos contribuíram com cerca de 35% de todas as exportações de armas do mundo durante esse período de cinco anos. A posição norte-americana foi parcialmente sustentada pelo aumento da demanda por aeronaves militares avançadas na Europa, Austrália, Japão e Taiwan.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE