O ministro das Relações Exteriores da Hungria, Peter Szijjarto, afirmou no início de março que seu país protegerá suas fronteiras sob todas as circunstâncias, e não permitirá a entrada em massa de imigrantes ilegais em seu território.

O ministro fez a declaração após conversar por telefone com o Ministro do Interior da Sérvia, Nebojsa Stefanovic, a respeito do problema da proteção de fronteiras, que foi agravado por conta da situação na Turquia e na Síria. Péter Szijjártó disse que a segurança do país e do povo húngaro vem em primeiro lugar.

O ministro afirmou que a Hungria sabe quando suas fronteiras estão sob ataque organizado e coordenado, enquanto a grande imprensa internacional produz notícias falsas sobre a imigração ilegal. Segundo ele, as tensões recentes na fronteira greco-turca poderão resultar no ingresso de centenas de milhares de imigrantes ilegais nos Bálcãs Ocidentais.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE