por simone a.
A Febraban, federação que representa os bancos brasileiros, anunciou nesta segunda-feira (16/03) que os maiores bancos brasileiros estão abertos a discutir a prorrogação por até 60 dias dos pagamentos de dívidas das pessoas físicas e micro e pequenas empresas.

A medida é uma reação do setor ao efeito do coronavírus na economia e vale apenas para os empréstimos que estão sendo pagos em dia.

A iniciativa conjunta é do Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, Itaú Unibanco e Santander que afirmam estarem “abertos e comprometidos em atender pedidos de prorrogação, por 60 dias dos pagamentos de dívidas”.

Segundo a Febraban, os bancos associados à entidade estão levando em consideração  o momento de preocupação dos brasileiros com a doença provocada pelo novo coronavírus, e com os efeitos negativos dessa pandemia no emprego e na renda.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE