por angelica ca e paulo eneas
O Secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, acusou nesta segunda-feira (16/03) a China de espalhar desinformação sobre a origem do coronavírus. Em conteúdos divulgados nas redes sociais, os chineses acusam o exército americano de ter levado a epidemia do coronavírus a Wuhan, epicentro do coronavírus.

Centro e origem e principal responsável pela pandemia, a China agora ocupa-se em espalhar desinformação internacional sobre coronavírus, no momento em que a pandemia adquire proporções alarmantes. Mike Pompeo disse a Yang Jiechi em um telefonema que não é hora de espalhar desinformação, mas sim de união das nações no combate a uma ameaça comum.

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Zhao Lijian, publicou mensagens em suas redes sociais na semana passada, em mandarim e em inglês, nas quais afirmava que o “paciente zero” da pandemia pode ter vindo dos Estados Unidos e não da cidade chinesa de Wuhan, onde os primeiros casos foram relatados no final de 2019.

“Pode ter sido o Exército dos Estados Unidos que trouxe a epidemia para Wuhan. Os Estados Unidos devem ser transparentes e publicar seus dados!”, afirmou Zhao

Por sua vez, o conselheiro de segurança nacional da Casa Branca, Robert O’Brien, afirmou que em vez da China usar as melhores práticas para lidar com novas doenças, o surto em Wuhan foi encoberto: médicos que procuraram divulgar o vírus foram presos ou silenciados, acrescentou.

“Provavelmente custou à comunidade mundial dois meses para responder. E esses dois meses poderiam ter reduzido drasticamente o que aconteceu na China e o que está acontecendo no mundo todo”, afirmou Robert O’Brien.


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE