O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta terça-feira (31/03), em suas redes sociais após reunião com ministros no Palácio do Planalto que o reajuste de todos medicamentos no Brasil foram adiados por 60 dias. O presidente afirmou que a medida foi tomada em comum acordo com a indústria farmacêutica e faz parte do combate ao vírus chinês.

Na semana passada o mandatário brasileiro anunciou que o governo zerou o imposto de importação sobre medicamentos como cloroquina e azitromicina. Em suas redes sociais, o presidente Bolsonaro explicou que a redução também se estende a outros produtos e que a medida visa facilitar o combate ao vírus e que os medicamentos são para uso exclusivo em hospitais e para pacientes em estado crítico.