O presidente dos Estados Unidos Donald Trump criticou de maneira dura a Organização Mundial da Saúde em suas redes sociais nesta na terça-feira (07/04), acusando-a de ser muito centrada na China mesmo que seja financiada em grande parte pelos Estados Unidos.

Referindo-se à sua decisão de suspender a entrada de estrangeiros que estiveram na China desde o final de janeiro, o mandatário americano afirmou que felizmente rejeitou os conselhos da OMS de manter as fronteiras dos Estados Unidos abertas à China no início da pandemia com objetivo de impedir a propagação do vírus chinês.

Durante entrevista coletiva realizada em março, o presidente norte-americano chamou repetidamente o coronavírus de “vírus chinês”, ignorando críticas que o rotulavam como racista. “Não é racista. É da China, é por isso”, afirmou Donald Trump, explicando seu raciocínio.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE