A Itália um dos países mais afetados pela pandemia do vírus chinês, registrou pela primeira vez neste domingo (05/04) uma queda no númenos de pessoas hospitalizadas devido à COVID-19. O país também manteve a tendência na redução de pacientes em terapia intensiva, iniciada no sábado, e no número de mortes, em comparação à sexta-feira.

Cerca de 1.238 pessoas na Itália se recuperaram do vírus chinês, o que significa que o número total de recuperações do país é de 20.996. A Agência de Proteção Civil italiana informou que no sábado (04/04) mais de 70 pessoas receberam alta da UTI nas últimas 24 horas, representando o maior número diário desde o início da crise decorrente do vírus.

O chefe da Agência de Proteção Civil Angelo Borrelli comemorou os dados positivos da queda de 4.068 para 3.994 pacientes em terapia intensiva no país e afirmou que a notícia é muito importante e permite que os hospitais respirem. “É a primeira vez que esse número diminui desde que começamos a administrar a emergência”, afirmou Borreli.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE