por angelic ca
O governo japonês destinou US$ 2.2 bilhões de estímulos econômicos para ajudar seus fabricantes a mudar sua produção para fora do regime comunista chinês e trazê-la de volta ao Japão ou para outros países.

O orçamento extra para tentar compensar os efeitos avassaladores decorrentes da pandemia do vírus chinês inclui 220 bilhões de ienes (US$ 2 bilhões) para empresas que transferem a produção de volta para o Japão e 23.5 bilhões de ienes para aqueles que buscam transferir a produção para outros países.

Um painel do governo japonês sobre investimentos futuros realizado em março discutiu a necessidade de que a fabricação de produtos de alto valor agregado seja transferida para o Japão. O painel também discutiu a necessidade de diversificar para todo o sudeste asiático a produção de outros bens.

A decisão do Japão ocorre depois que o regime ditatorial da China mentiu intencionalmente para o mundo sobre a extensão do surto do vírus chinês em seu país e tentou encobrir os números de pessoas contaminadas pelo vírus e mortes levando o surto a se espalhar rapidamente.

Existe a expectativa de que as medidas tomadas pelo governo japonês contra a China comunista possivelmente resultarão em ações semelhantes de outros países, entre eles os Estados Unidos. Com informações de DailyWire