por paulo eneas
O estado de verdadeira anomia institucional e flagrante descumprimento das normas constitucionais prossegue imperando no Estado de São Paulo por determinação do governador proto-ditador João Doria. Em nome do combate à epidemia do vírus chinês, direitos fundamentais dos indivíduos têm sido aviltados de todas as formas.

Nesta segunda-feira (13/04) assistimos a mais uma cena ocorrida no verdadeiro gulag em que transformou-se o Estado de São Paulo por determinação direta de seu governador tucano, que decidiu ignorar a Constituição Federal e passou a governar com mão de ferro, transformando o estado mais rico da federação em uma republiqueta socialista.

A cena ocorreu na cidade de Araraquara, interior do Estado. Uma mulher relativamente idoso foi presa e algemada com violência por integrantes da Guarda Municipal da cidade, pelo simples fato de que estava sentada, sozinha, no banco de uma praça. O prefeito da cidade de Araraquara é o petista Edinho Silva, que foi membro do governo federal na era petista.

A sequência de vídeos curtos abaixo mostra a abordagem dos guardas municipais, a prisão e em seguida a fala da vítima. João Doria precisa ser parado imediatamente, ser afastado do cargo e responder na justiça pelos crimes que tem cometido.





CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE