O presidente Jair Bolsonaro vetou a geolocalização da população por celular oferecida pelas operadoras de telecomunicações ao Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) no final de março com objetivo de identificar aglomerações de pessoas e situações de risco de contaminação pelo vírus chinês.

O ministro Marcos Pontes gravou um vídeo na semana passada anunciando a implantação. Por sua vez, o presidente Bolsonaro ligou no sábado para o ministro e mandou que suspendesse tudo e que a ferramenta só fosse usada após análises extras pelo governo. De acordo com o presidente, há riscos para a privacidade do cidadão e que a presidência precisa estudar melhor o tema.

“Assim, determinei que o vídeo e outros posts fossem retirados das redes sociais até o término das análises extras e aprovação final do governo. Atualmente, a ferramenta ainda está sob análise do governo federal quanto à aplicabilidade, garantia de privacidade e modo de operação”, afirmou o ministro em suas redes sociais.