Ao menos dois ativistas foram detidos neste domingo (19/04) em Fortaleza (CE) pela Polícia Militar do Ceará durante a realização de uma carreata na capital cearense em favor da volta ao trabalho. Um dos detidos é ativista Cely Duarte, integrante do Movimento Endireita Fortaleza.

As detenções ocorreram em função de um decreto ilegal e inconstitucional do governador petista Camilo Santana que, assim como João Doria e Wilson Witzel, tem agido como ditador em seu Estado, adotando medidas ilegais e inconstitucionais que agridem direitos individuais fundamentais previstos na Constituição Federal.

O policiais militares que executaram as detenções poderão respondem por crime previsto na Lei de Abuso de Autoridade, uma vez que a texto constitucional prevê que nenhuma pessoa poderá ser presa a não ser por ordem judicial ou em flagrante delito. Os manifestantes detidos não estavam cometendo crime algum previsto no Código Penal e, portanto, as detenções foram flagrantemente ilegais.