por angelica ca
O Departamento de Estado norte-americano alertou em um relatório no final de março que Rússia, China e Irã estão usando a crise do vírus chinês para disseminar campanhas de desinformação coordenadas contra os Estados Unidos, informando que a doença é uma arma biológica americana.

Os três governos estão usando meios de comunicação estatais para acusar os Estados Unidos de estarem “obtendo benefícios políticos da crise, que o vírus não veio do regime comunista chinês, que as tropas americanas o espalharam, que as sanções americanas estão matando iranianos e que a resposta da China à pandemia foi excelente, ao passo que os Estados Unidos foram negligentes e que todos os três governos estão administrando bem a crise decorrente do vírus chinês”, alerta o relatório do Departamento do Estado.

Lea Gabrielle, que lidera o Global Engagement Center, falou sobre a campanha de desinformação lançada pelo Partido Comunista Chinês para fins prejudiciais e afirmou que monitorou os esforços maliciosos de desinformação da China. A ditadura comunista chinesa acusa falsamente os Estados Unidos como a fonte do vírus, além de empreender esforços para criar uma imagem de superioridade dos comunistas chineses na administração da crise.

“A China usou todo o seu aparato de informação, incluindo os embaixadores da China no exterior, sua mídia estatal. O que estamos vendo é essa convergência de desinformação entre os diferentes atores estatais”, afirmou a  coordenadora do Global Engagement Center do Departamento de Estado.

“Acho realmente triste ver agentes estatais se aproveitando de uma crise global de saúde para tentar promover suas próprias agendas”, acrescentou Gabrielle. “Uma parte muito importante da redução da vulnerabilidade do público é conscientizá-lo de como um ambiente de desinformação pode ser manipulado”. Com informações de https://www.politico.com, www.epochtimes.com.br e https://www.washingtonexaminer.com/