por paulo eneas
Os episódios dos últimos dois dias que culminaram com a traição explícita de Sérgio Moro e sua saída do Governo Bolsonaro serviram de teste de resiliência para o povo brasileiro, que viu colocada à prova sua confiança e seu apoio ao Presidente Bolsonaro. E bastaram algumas horas para que esta confiança e apoio fossem mais uma vez demonstrados nas redes sociais nos últimos dois dias, e nas ruas neste domingo (26/04).

Nas redes sociais, a hashtags #FechadoComBolsonaro chegou a quase um milhão e meio de menções. Acompanhada das hashtags #MoroTraidorDaPatria e #MaiaTemQueSair, elas sinalizam o real ânimo político do brasileiro médio que assistiu nos últimos dois dias uma sequência de traições, acusações infundadas e ataques sem precedentes ao Presidente da República.

Mas a verdade prevaleceu: longe de abalar o apoio ao presidente, apesar da perplexidade inicial, a traição de Sérgio Moro traduziu-se em desprezo ao ex-ministro e ex-juiz, e na reafirmação do apoio popular ao Presidente Bolsonaro. Apoio este que é diretamente proporcional ao rechaço e ao repúdio que a população nutre por Rodrigo Maia e pelos governadores que estão destruindo os empregos e as empresas em seus estados.

Esse ânimo político da população está sendo demonstrado neste domingo (26/04) em Brasília, Rio de Janeiro (RJ) e em São Paulo. Na capital federal, ocorre uma carreata em apoio a Bolsonaro e contra Rodrigo Maia. Na capital carioca, manifestantes organizaram ato de protesto em frente à residência também de Rodrigo Maia.

Na capital paulista, uma carreata está em andamento e vai terminar ao fim do dia em frente à Assembleia Legislativa, e tem como pauta principal o impeachment de João Doria e o repúdio às sabotagens de Rodrigo Maia.

A traição de Sérgio Moro conseguiu tirar o anão político Rodrigo Maia dos holofotes por algumas dezenas de horas desde a última sexta-feira. Mas o que as redes sociais e as ruas estão demonstrando é que em pouquíssimo tempo o ex-ministro será reduzido à insignificância própria dos traidores sem caráter.

Os que as redes sociais e as ruas mostram é que os brasileiros voltaram seus esforços para o que realmente importa ao País: apoiar cada vez mais o Presidente Bolsonaro, exigir a renúncia de Rodrigo Maia e o impeachment dos governadores ditadores.