O Ministério da Saúde anunciou neste domingo (26/04) por meio de nota, que o governo federal cancelou a compra de respiradores do regime comunista chinês. A pasta informou que o governo federal encerrará o mês com a entrega 272 respiradores produzidos no Brasil.

De acordo com o Ministério da Saúde, o Brasil possuía uma compra de 15 mil respiradores produzidos na China, que precisou ser cancelada pois o fornecedor chinês não entregou os aparelhos solicitados pelo Brasil. Assim sendo, uma rede nacional com mais de 15 instituições envolvidas dará suporte ao SUS (Sistema Único de Saúde), com 14.100 respiradores mecânicos ao longo de três meses.

O ministro da Saúde, Nelson Teich, informou no sábado (25/04), através de suas redes sociais, que a pasta distribuirá 272 respiradores produzidos pela indústria nacional. Segundo ele, parte dos equipamentos já foi enviada a nove estados para o atendimento de pacientes graves com o novo coronavírus. Ao todo serão 14.100 respiradores.

“A indústria nacional está ajudando na resposta ao coronavírus, com a produção e entrega de respiradores. Recebemos 272 unidades e grande parte já seguiu para os estados. Ao todo serão 14.100 respiradores”, disse Nelson Teich.

*Com informações de www.saude.gov.br e radioagencianacional.ebc.com.br

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE