A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (29/4) a Operação Virus Infectio, para combater desvio de recursos públicos e investigar superfaturamento na aquisição de insumos utilizados pelas equipes de prevenção e combate à pandemia do vírus chinês, no estado do Amapá.

Segundo nota da Polícia Federal, as “investigações apontaram fortes indícios de superfaturamento na aquisição de equipamentos de proteção individual, em pelo menos seis dos quinze itens comprados, através de contrato firmado pelo Fundo Estadual de Saúde do Amapá (FES), por meio de dispensa de licitação”.

Também verificou-se indícios de superfaturamento em lotes de materiais de proteção hospitalares, mostrando variações de valores significativas, com destaque para as máscaras duplas e triplas que atingiram patamares de 814% e 535% de sobrepreço, respectivamente, conforme informado pela Polícia Federal em nota.

*Com informações de http://www.pf.gov.br e /www.gov.br/cgu