O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), vinculado ao Ministério da Educação (MEC), anunciou na semana passada, a antecipação do repasse de R$ 364,4 milhões do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), valor da quarta parcela de 2020. O total chega a R$ 1,4 bilhão destinado a estados e municípios para serem aplicados na alimentação escolar durante a pandemia do vírus chinês.

A medida tem como objetivo garantir a alimentação dos estudantes da Educação Básica que estão sem aulas, e possibilitar a entrega dos alimentos às famílias dos estudantes durante á pandemia do vírus chinês. Segundo orientação do FNDE a distribuição deve ser realizada em forma de kits, definidos pela equipe de nutrição local, de acordo com a faixa etária de cada estudante e o período em que estaria sendo atendido na unidade escolar.

Além do mais, os kits devem seguir as determinações do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), como respeitar hábitos alimentares, a cultura local e a qualidade nutricional e sanitária. Já foram registradas entregas de kits da alimentação escolar em todas as regiões brasileiras.

*Com informações de http://portal.mec.gov.br

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE