O presidente Jair Bolsonaro voltou a defender a liberdade de imprensa ao deixar o Palácio da Alvorada durante conversa com apoiadores nesta segunda-feira (04/05). O mandatário brasileiro afirmou que se houve agressão ao fotógrafo Dida Sampaio, do jornal O Estado de S. Paulo, é porque alguém estava infiltrado e os agressores devem ser punidos.

Eu não vi nada, estava na rampa. Recriminamos qualquer agressão que por ventura tenha havido. Se houve agressão é alguém que está infiltrado, algum maluco, deve ser punido”, disse o presidente Bolsonaro.