Os caminhoneiros fizeram uma carreata nesta segunda-feira (11/05) contra as medidas ditatoriais e ilegais tomadas pelo proto-ditador tucano João Doria e pelo prefeito Bruno Covas que estão paralisando a economia do país destruindo empregos e negócios. A mobilização teve início na parte desta manhã e paralisou a rodovia Castelo Branco que liga São Paulo ao interior.

No decorrer do protesto, os caminhoneiros fizeram um buzinaço contra as medidas de confinamento impostas pela prefeitura e governo de São Paulo preocupados tão somente em se valer da situação de epidemia que existe no país.

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), anunciou na semana passada o retorno do rodízio de veículos na cidade, mas agora de forma mais radical numa tentativa de aumentar o isolamento social na cidade.

A partir desta segunda-feira (11/05), São Paulo terá rodízio de veículos de 24 h em dias alternados. Por sua vez, o proto-ditador João Doria confirmou na sexta-feira (08/05), a prorrogação do confinamento social no Estado de São Paulo até o dia 31 de maio.

Manifestantes que acompanharam a mobilização dos caminhoneiros estão reunidos no meio desta tarde na Avenida Paulista. O Crítica Nacional está no local e irá trazer informações ao vivo pelas nossas redes sociais a respeito da mobilização.

PROTESTO DE CAMINHONEIROS EM SÃO PAULO CONTRA MEDIDAS DITATORIAIS DE JOÃO DORIA