Centenas de manifestantes protestaram no último final de semana na Austrália, contra as medidas impostas de isolamento social, uso obrigatório de máscaras, testes com vacinas contra a Covid-19, implantes de microchips e também contra a tecnologia 5G. Várias pessoas foram presas por violar as normas de distanciamento social e as ordens para ficar em casa.

Além de se oporem a obrigatoriedade de ficarem em casa, os organizadores também falaram sobre seu ceticismo em relação às mudanças climáticas e preocupações com o globalismo. O governo é acusado de usar a pandemia para causar pânico e controlar a população.

Os manifestantes carregavam cartazes que diziam: “Lute por sua liberdade e direitos”. Eles também pediam a prisão do fundador da Microsoft Bill Gates, que anunciou através do seu canal oficial no youtube que acredita ser possível num prazo de 18 meses ter pronta uma vacina para combater a Covid-19.

A Austrália registrou cerca de 7.000 casos de Covid-19 e menos de 100 mortes pelo vírus. Os bloqueios por coronavírus levaram a protestos semelhantes nos Estados Unidos e na Alemanha.