A Polícia Federal realizou nesta sexta-feira (15/05), em conjunto com a Controladoria Geral da União, a Operação Phármaco, com objetivo de apurar e desarticular esquema de superfaturamento em contratações para aquisição de medicamentos e materiais hospitalares realizadas pela Prefeitura Municipal de Piquete (SP). As aquisições eram feitas com recursos do Fundo Nacional de Saúde.

Segundo nota da Controladoria Geral da União as investigações tiveram início a partir de notícia-crime apresentada na Delegacia de Polícia Federal em Cruzeiro (SP), dando conta de possível esquema de desvio de verbas públicas.

A Controladoria apurou, por meio de fiscalização, um prejuízo de R$ 470.523,80 decorrente de superfaturamento na aquisição de medicamentos e materiais hospitalares em pregões presenciais analisados.

Também foram identificadas outras irregularidades, como evidências de montagem de processo e direcionamento na elaboração de orçamentos estimativos, ilegalidades em dispensa de licitação e inexistência de controle de estoque.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE