por angelica ca
O Ministério Público Federal e o Ministério Público de Minas Gerais recomendaram ao Governo do Estado e à Secretaria de Estado de Saúde que o protocolo de atendimento a pacientes vítimas do vírus chinês seja adotado em 46 cidades mineiras das regiões Noroeste e do Triângulo Mineiro. A recomendação estabelece ainda que a cloroquina esteja disponível nas farmácias para o uso no combate à covid-19.

“As circunstâncias atuais exigem imediata intervenção das autoridades sanitárias da República, no sentido de elaborar protocolos clínicos farmacológicos que permitam prevenir e tratar, com segurança e resultados satisfatórios, e no estágio inicial da doença, pacientes acometidos pela Covid-19”, diz a recomendação.

O MPF também recomendou à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que adote medidas imediatas para que todas as medicações prescritas pelo Ministério da Saúde estejam disponíveis nas farmácias comerciais de todos os 46 municípios, a fim de garantir a execução do tratamento médico prescrito pelos médicos que atuam nessas cidades.

A recomendação é assinada pelos procuradores da República Wesley Miranda Alves e Cléber Eustáquio Neves, e pelos promotores de Justiça Maria Carolina Silveira Beraldo e Fernando Rodrigues Martins, os quais afirmaram que “todas as alternativas farmacológicas seguras que apresentem resultados satisfatórios no combate à Covid-19 devem ser consideradas pelas autoridades sanitárias, sob pena de incorrerem em grave omissão, censurável civil, administrativa e penalmente”. Com informações de Jornal O Tempo e A Voz do Triângulo.


Crítica Nacional Notícias: