por angelica ca
O presidente sul-coreano Moon Jae-in aceitou o convite do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, para participar da Cúpula do G-7 prevista para setembro, dizendo que a Coréia do Sul desempenhará um papel global nas medidas de quarentena e na economia.

Os dois líderes conversaram por telefone na segunda-feira (01/06). Durante a conversa telefônica de 15 minutos, Moon disse que, se o G-7 for expandido e presencial este ano, como o presidente norte-americano Donald Trump sugeriu, seria um marco nos preparativos para a era pós-coronavírus. “Isso também sugere que o mundo está retornando a uma vida e economia normais”, acrescentou Moon.

O mandatário americano reiterou durante a conversa seu entendimento de que o G-7 estaria desatualizado e que não representa a atual situação de segurança internacional. O presidente Donald Trump teria afirmado que os Estados Unidos estão tentando expandir o fórum para o G-11 ou G-12.

Por sua vez, Moon Jae-in respondeu que o G-7 tem limitações para lidar com questões globais e encontrar soluções, e acrescentou que os convites de Donald Trump para a Coréia do Sul, Rússia e outros países para participar da cúpula é uma medida apropriada.

Os dois líderes também discutiram a questão de incluir o Brasil na cúpula do G-7. Moon disse que o Brasil merece ser membro, dado o tamanho de sua população, economia e representação regional. Com informações de www3.nhk.or.jp


Crítica Nacional Notícias:


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE