por angelica ca
As Nações Unidas, órgão que deveria zelar pela paz mundial e segurança internacional, publicou em suas redes sociais no último sábado (20/06) uma mensagem de apoio aos grupo terrorista Antifas, que nas últimas semanas vem promovendo vários atos de vandalismo nos Estados Unidos em nome de uma suposta luta contra o racismo.

Logo após a publicação da mensagem de apoio ao grupo terrorista, a ONU não resistiu às fortes pressões e críticas nas redes sociais em que os internautas pediram ao presidente norte-americano Donald Trump para que cortasse financiamento para a organização esquerdista. Em vista do volume de críticas, a ONU removeu a publicação.

Em sua conta oficial no Twitter, a Organização das Nações Unidas defendeu a entidade terrorista Antifas, que atua contra as forças da lei e da ordem, destrói monumentos históricos, e realiza saques e pratica atos de violência. Na publicação, a ONU afirmava que estava preocupada com as recentes declarações feitas por autoridades do governo Donald Trump, que descreviam os membros do grupo Antifas como sendo terroristas:

“Especialistas em direitos humanos da ONU expressam profunda preocupação com uma recente declaração do procurador-geral dos Estados Unidos, descrevendo Antifas e outros ativistas antifascistas como terroristas domésticos, dizendo que isso prejudica os direitos à liberdade de expressão e de reunião pacífica no país.”

No final de maio, o presidente Donald Trump informou em suas redes sociais que seu governo iria designar os vândalos do Antifas com uma organização terrorista. “Os Estados Unidos da América vão designar a Antifas como uma organização terrorista”, escreveu Donald Trump.


ONU DECLARA APOIO AOS ANTIFAS E REMOVE PUBLICAÇÃO APÓS PRESSÕES NAS REDES SOCIAIS


Crítica Nacional Notícias:


 

ONU DECLARA APOIO AOS ANTIFAS E REMOVE PUBLICAÇÃO APÓS PRESSÕES NAS REDES SOCIAIS