por angelica ca
O Departamento de Defesa dos Estados Unidos divulgou na quarta-feira (24/06) uma lista com nomes de vinte empresas chinesas pertencentes ou controladas pelas forças armadas da China, incluindo a empresa de telecomunicações Huawei, a empresa Hangzhou Hikvision, que fornece tecnologia de vigilância para campos de detenção na região de Xinjiang, a China Railway Construction Corporation e China Telecommunications Corporation, bem como a fabricante de aeronaves Aviation Industry Corp da China.

Em um comunicado aos legisladores, o Pentágono informou que estava fornecendo uma lista de “empresas militares chinesas comunistas que operam nos Estados Unidos”. A lista de empresas norte-americanas que são afiliadas ao Exército de Libertação Popular foi elaborada sob a Lei de Autorização de Defesa de 199. No entanto, nenhum governo divulgou o relatório exigido.

Segundo o porta-voz do Pentágono, Jonathan Hoffman, esta lista inclui entidades pertencentes, controladas ou afiliadas ao governo, forças armadas ou indústria de defesa da China. “Como a República Popular da China tenta embaçar as linhas entre os setores civil e militar, conhecer o seu fornecedor é fundamental”, disse Hoffman.

“Prevemos que esta lista seja uma ferramenta útil para o governo dos Estados Unidos, empresas, investidores, instituições acadêmicas e parceiros afins conduzirem a devida diligência em relação às parcerias com essas entidades, principalmente à medida que a lista cresce”, acrescentou.

O presidente do Estados Unidos, Donald Trump, por diversas vezes criticou o Partido Comunista da China pela não divulgação dos dados reais da pandemia do vírus chinês, e culpou Pequim pela disseminação global do vírus que custou milhares de vida e destruiu a economia mundial. Com informações Bloomberg, Financial Times e Zero Hedge.



Crítica Nacional Notícias:


 

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE