por angelica ca
Mesmo em meio à pandemia do vírus chinês, os gastos da suprema corte brasileira não param de aumentar. O Supremo Tribunal Federal abriu processo licitatório na quarta-feira (01/07) para contratação de seguranças no valor de R$ 5.071.988,59, com objetivo de garantir a segurança dos ministros da corte.

De acordo com edital de licitação publicado em seu portal, os serviços serão prestados no Supremo Tribunal Federal e em localidades onde houver a necessidade de garantir a segurança dos ministros.

Entre as atividades exigidas, estão a realização de vistoria regular de veículos, condução dos veículos “observando se os equipamentos e os acessórios estão em perfeito funcionamento e conservação”, evitar a ocorrência de sujeiras dentro dos veículos, tratar os passageiros com “respeito, atenção e presteza” e não participação no ‘âmbito do local de prestação dos serviços de manifestações e reivindicações, evitando espalhar boatos ou tecer comentários desrespeitosos de quem quer que seja”.

O edital ainda exige que os profissionais de segurança utilizem equipamentos que incluem colete à prova de balas e armas tipo pistola calibre 38. Eles também deverão manter sigilo, sob pena de responsabilidade, civil, penal e administrativa sobre qualquer assunto de interesse do Supremo Tribunal Federal ou de terceiros em que tomar conhecimento. Com informações de Portal do Supremo Federal e Revista Oeste.

STF Gasta Mais de R$ 800 Mil Com Frota de Veículos Durante Pandemia