por angelica ca
A perseguição aos cristãos chineses pelo Partido Comunista Chinês está piorando. Esta semana a China ameaçou retirar benefícios sociais de famílias que se recusam a abandonar a fé cristã.

Funcionários do governo chinês invadem casas de cristãos pobres e exigem que substituam símbolos religiosos por imagens de líderes do partido comunista. Alguns crentes foram forçados a mostrar imagens de Xi Jinping em vez de Jesus.

De acordo com fontes locais, alguns cristãos estão sendo obrigados a esmagarem as cruzes em suas igrejas e removerem a imagem de Jesus Cristo de suas casas. As autoridades destruíram recentemente símbolos religiosos à força em igrejas em várias províncias, incluindo Anhui, Jiangsu, Hebei e Zhejiang, segundo o site de notícias norte-americano Radio Free Asia.

Além disso, os cristãos estão sendo detidos em vários lugares por pregar o evangelho e duas igrejas em Funing, província de Jiangsu, foram confiscadas pelo governo e transformadas em “Centros de Serviços Culturais”.

Cenas semelhantes ocorreram em Yongjia, na província de Zhejiang, no inicio de julho. O governo local enviou um guindaste e cerca de 100 trabalhadores para demolir as cruzes em duas igrejas. Alguns fiéis relataram que funcionários do governo invadiram as igrejas, destruíram as propriedades dos templos e espancaram os cristãos, incluindo uma mulher de 80 anos, que tentou detê-los. Com informações de Daily Mail e Radio Free Asia.


Crítica Nacional Notícias:


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE