por angelica ca
O secretário de Estado americano, Mike Pompeo, viajou para o Reino Unido no início desta semana para se encontrar com o primeiro-ministro Boris Johnson e outros membros do Parlamento britânico.

Durante uma reunião privada com membros do Parlamento Britânico, Pompeo acusou a China de comprar o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde, Tedros Adhanom Ghebreyesus e disse que pessoas haviam morrido durante a pandemia, inclusive no Reino Unido, “por causa do acordo que foi feito”.

Em seu discurso, o diplomata americano disse que a OMS é uma “organização política, não baseada na ciência, e converso com nossos especialistas … eles dirão que existem peças que funcionam”, afirmou Mike Pompeo.

Criticando as ações do Partido Comunista Chinês em uma série de áreas, Mike Pompeo disse: “Você não pode reivindicar regiões marítimas às quais não tem legitimidade. Você não pode ameaçar países e intimidá-los no Himalaia. Você não pode se envolver em encobrimentos e cooptar instituições internacionais como a Organização Mundial da Saúde”.

Depois de visitar a China em janeiro, Tedros em vez de criticar Pequim por suas tentativas iniciais de encobrir o surto do vírus chinês, elogiou o presidente chinês Xi Jinping por sua liderança muito rara e a China por mostrar transparência em sua resposta ao vírus. Com informações de Washington Examiner, Daily Wire e USA Today

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE