por angelica ca
No início de março, o renomado epidemiologista francês Dr. Didier Raoult, que também chefia o instituto do Hospital Universitário de Marselha, teria recebido uma ligação com ameaças e mensagens de texto, pedindo-lhe que retirasse seus comentários sobre a cloroquina de suas redes sociais.

Didier Raoult, recebeu ameças de morte depois que ele começou a falar sobre o uso da hidroxicloroquina como possível cura no tratamento da Covid-19. Ele apresentou uma queixa à polícia por ameaças de morte e atos de intimidação contra um funcionário do serviço público que foi identificado posteriormente como sendo um médico do Hospital Universitário de Nantes. Logo após as denúncias, o Ministério Público de Nantes abriu uma investigação sobre ameaças de morte recebidas pelo professor Raoult, que defende o uso de cloroquina contra a Covid-19.

No entanto, durante um testemunho chocante perante o parlamento no final de junho, Raoult disse aos legisladores sob juramento que a pessoa que lhe enviou ameaças de morte era uma das principais beneficiárias da empresa farmacêutica Gilead Sciences.

O médico epidemiologista Raoult solicitou aos membros do parlamento francês que abrissem uma investigação sobre a Gilead Sciences. Ele também mencionou a especulação na bolsa de valores relacionada à disponibilização de informações sobre o Remdesivir e da HCQ.

No final de março, um estudo de uma equipe de pesquisa francesa liderada pelo renomado epidemiologista Dr. Didier Raoult revelou que ele era capaz de curar seus 80 pacientes administrando hidroxicloroquina e azitromicina.

“Ao administrar hidroxicloroquina combinada com azitromicina, conseguimos observar uma melhora em todos os casos, exceto em um paciente que chegou com uma forma avançada, com mais de 86 anos de idade”, relatou a Fox News.

Em suas redes sociais, o Dr. Raoult explicou sobre os resultados obtidos no tratamento com o medicamento, segundo ele cerca de 80 pacientes que foram tratado com uma combinação de hidroxicloroquina e azitromicia demonstraram a eficácia do protocolo adotado e permite demonstrar a relevância da combinação dos dois medicamentos: hidroxicloroquina e azitromicina. Com informações de GreatGameIndia

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE