por angelica ca
O presidente norte-americano Donald Trump afirmou nesta segunda-feira (17/08) durante pronunciamento em Minnesota que seu governo irá oferecer créditos fiscais para empresas que saírem da China e retornarem aos Estados Unidos para gerar empregos no país.

“Vamos criar créditos fiscais para empresas que trouxerem empregos da China de volta para a América”, afirmou Donadl Trump: “Nós construímos a maior economia da história do mundo e agora tenho que fazer isso de novo”, complementou.

Com base neste programa, o mandatário americano estima criar cerca de 10 milhões de empregos em dez meses. A proposta também inclui a remoção de contratos federais de empresas que terceirizam sua força de trabalho para a China. Donald Trump acrescentou que os Estados Unidos passarão a produzir seus próprios medicamentos e suprimentos essenciais.

Donald Trump também previu uma forte recuperação da economia dos Estados Unidos após o efeito devastador da pandemia do vírus chinês, desde que ele seja reeleito: “O que estamos fazendo juntos é nada menos que um milagre econômico e agora estamos fazendo de novo”, afirmou Trump.

No final de julho, Mauricio Claver-Carone, assessor do presidente Donald Trump, afirmou em entrevista a Reuters, que o governo americano estava preparando uma nova iniciativa de incentivo econômico denominada Back to the Americas. Esta iniciativa usará incentivos financeiros para estimular as empresas americanas a transferirem suas instalações de produção da Ásia para os Estados Unidos, América Latina e Caribe.

De acordo com Claver-Carone, o projeto pode gerar investimentos de até US$ 50 bilhões nos países do continente americano, sendo que os setores de infraestrutura, energia e transporte podem ser os primeiros focos potenciais. Com informações de Reuters, BBC e Param Post.


Crítica Nacional Notícias:


 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE