por angelica ca
Centenas de manifestantes, se reuniram em Boston no domingo (30/08) para protestar contra a uma nova regra estadual em Massachusetts que exige que as crianças, mesmo aquelas que frequentam as aulas remotamente, recebam a vacina contra a gripe se quiserem voltar à escola e também exigindo que o governador Charlie Baker rescindisse o mandato de saúde pública.

Na manifestação em frente à Massachusetts State House em Boston, os manifestantes reclamaram que as empresas de vacinas foram isentas de quaisquer responsabilidades e que as autoridades estaduais estão aproveitando o medo causado pela pandemia do vírus chinês para forçá-los a vacinarem seus filhos.  Pais e crianças, seguravam cartazes que diziam “Meu filho, minha escolha”, “Os pais mandam” e “Eu não sou uma ameaça”.

Uma série de palestrantes disseram que não queriam cumprir a ordem da vacina contra a gripe por desconfiança no governo e nas empresas farmacêuticas e preocupação de que eles não teriam controle sobre suas decisões médicas.

O Departamento de Saúde Pública de Massachusetts anunciou em meados de agosto que as vacinas contra a gripe agora serão exigidas para todos os alunos das escolas do estado, desde creches até faculdades. Os alunos com mais de seis meses terão que ser vacinados contra a gripe neste ano letivo, até 31 de dezembro. As únicas pessoas dispensadas da vacina contra a gripe são por razões médicas, religiosas ou crianças que estudam em casa integralmente. Com informações de ABC News, CBS News e Boston Globe

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE