por angelica ca e paulo eneas
Centenas de membros da comunidade judaica ortodoxa da cidade Nova York saíram às ruas nesta quarta-feira (07/10) em Borough Park, no bairro do Brooklyn, na segunda noite de protesto contra as novas restrições impostas pelo estado às Sinagogas, escolas e negócios não essenciais na área devido ao aumento de casos de covid.

O governador Andrew Cuomo instituiu essas medidas com suposto objetivo de tentar impedir aglomerações, limitando para dez o número de pessoas permitido em locais de culto, principalmente os bairros judeus ortodoxos da cidade.

As restrições foram impostas  poucos dias antes do grande feriado judaico de Sucot, acirrando ainda mais as tensões existentes entre a comunidade judaica ortodoxa e os líderes democratas da cidade. Durante o protesto, os manifestantes atearam fogo a uma pilha de máscaras. Foram colocados vídeos nas redes sociais com os manifestantes entoando jews lives matter (as vida dos judeus importam).

Em um episódio particularmente violento, o irmão de Mordy Getz, um conhecido empresário ortodoxo que falou abertamente sobre a necessidade de máscaras e distanciamento social no início da pandemia, foi espancado pelos manifestantes depois de gravar um vídeo dos protestos na terça-feira (06/10) e publicá-lo nas redes sociais.

O empresário foi acusado de moser. Na tradição judaica, o termo moser designa um judeu que faz delação às autoridades seculares contrariando a comunidade. Segundo o website Sun Sentinel, os protestos revelaram a indignação dos judeus ortodoxos, que agora estão no centro do primeiro ressurgimento generalizado da covid em Nova York.

Lideranças religiosas e comunitárias acreditam que as autoridades municipais e estaduais estão visando injustamente os judeus ortodoxos, que já são vulneráveis ​​ao antissemitismo, em sua resposta à pandemia. Autoridades locais eleitas e líderes comunitários prometeram resistir às regras mais recentes, por meio de litígios e desobediência civil. Com informações de Sun Sentinel, Times of Israel e Fox News.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE