por camila abdo e paulo eneas
O presidente Jair Bolsonaro oficializou nesta quinta-feira (15/10) o afastamento do senador Chico Rodrigues (DEM-RR) da vice-liderança do governo no Senado Federal. Em mensagem enviada à casa e publicada em edição entra do Diário Oficial da União, o presidente afirmou que o afastamento se dá a pedido do senador, como é de praxe nesses casos. Segundo informações, o presidente empenhou-se pessoalmente para convencer Chico Rodrigues a solicitar a saída do cargo.

O agora ex-vice-líder do governo no Senado Federal, Chico Rodrigues (DEM-RR), foi alvo de operação da Polícia Federal nesta quarta-feira (14/10) em Boa Vista (RR), quando foi flagrado ocultando dinheiro vivo entre as nádegas durante a abordagem dos policiais. A ação da Polícia Federal ocorreu no escopo da investigação que apura desvios de recursos públicos federais destinados ao combate à pandemia do vírus chinês.

A ordem de busca e apreensão foi autorizada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Luís Roberto Barroso. Segundo informações do jornal O Estado de São Paulo, foram encontrados R$ 30 mil entre as nádegas do senador e agora ex-vice-líder do governo. Ao todo, os valores descobertos na casa do senador chegariam a R$ 100 mil.

A investigação apura indícios de irregularidades em contratações feitas com recursos públicos, que teriam gerado sobre-preço da ordem de R$ 1 milhão. A ação feita pela Polícia Federal em Boa Vista (RR) e que atingiu o senador que era, até que aquele momento, vice-líder do governo no Senado Federal, joga por terra qualquer ilação ou narrativa a respeito de suposta interferência do Presidente Bolsonaro no trabalho da Polícia Federal.

O presidente comentou na manhã desta quinta-feira (15/10) o episódio envolvendo o senador Chico Rodrigues. Ao ser indagado por um apoiador na saída do Palácio da Alvorada, o presidente afirmou:

“A operação de ontem é fator de orgulho para o meu governo […] e não isso que a imprensa tá falando agora, que eu tenho a ver com essa corrupção. […] Então esse caso aí é mais uma mentira da imprensa, que quer desqualificar o meu governo a todo tempo.

Parte da imprensa está me acusando de o cara [o senador] ser meu amigo, eu coloquei como vice-líder [do Governo no Senado], e, em consequência, eu não combato a corrupção. Vou deixar bem claro: essa operação da PF de ontem, como metade das operações, são em conjunto com a CGU, Controladoria Geral da União, cujo ministro é o capitão Wagner Rosário.

Ou seja, nós estamos combatendo a corrupção, não interessa quem seja a pessoa suspeita. Essa operação é um exemplo típico do governo, que não tem corrupção no meu governo, e combate a corrupção seja de quem for”.

Em nota divulgada logo após o episódio em que foi flagrado com dinheiro vivo escondido entre as nádegas, o senador Chico Rodrigues (DEM-RR) afirmou “estar tranquilo” e que confia na justiça. O Senador alega que sua residência teria sido invadida, e afirmou que vai provar na justiça que ele não tem qualquer envolvimento com atos ilícitos.


Crítica Nacional Notícias:


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE